Blog

Como está o mercado de Apps para investidores e desenvolvedores?

O mundo está e continuará sendo cada vez mais tecnológico. E o mercado de aplicativos é um dos que mais crescem. Aliás, é importante dizer que pesquisas colocam o Brasil na vanguarda como um dos países emergentes com grande potencial não só para investidores, mas, sobretudo, para desenvolvedores de aplicativos. Quando perguntados sobre o que seria dos smartphones sem os aplicativos, especialistas não titubeiam. A resposta está na ponta da língua: quando colocada na forma de números absolutos essa indústria deverá aumentar algo em torno de 6,3 trilhões de dólares até o próximo ano (2021).

Oportunidades de trabalho 

Com isso, este não será só um mercado comercial promissor, não. Também desponta como uma importante fatia na geração de emprego. Segundo dados da Pew Reserarch por aqui 60% da população adulta têm smartphone. Isso é mais do que nas Filipinas, com 55%, México, com 52% e Índia, com apenas 24%.  Não é por acaso, portanto, o Brasil está na liderança desse mercado. Isso porque o uso de Apps é igualmente expressivo e continua crescendo.

Outra empresa de consultoria, a App Annie, especialista em comportamento de mercado digital, diz em relação a isso, que o brasileiro passa em torno de três horas/dia (média), fazendo uso de aplicativos. Isso equivale a dizer que 70 a 80 softwares são instalados nos celulares (computadores de bolso), mesmo que em torno de 50% disso sejam realmente utilizados.

Criatividade é fundamental

Esses números acabam por revelar outra coisa: a criatividade é fundamental e poderá ser o grande diferencial entre um aplicativo que será baixado e usado e aquele que poderá não atrair. Essa premissa diz que as soluções devem atender demandas reais. A velocidade assim como a persistência, também, podem ser diferenciais entre o sucesso e o fracasso de um software, sem falar no design e na sustentabilidade.

Para alguns especialistas, além de resolver um problema real, os desenvolvedores dessas soluções tecnológicas precisam conhecer como as pessoas lidam com o aplicativo e como essa ferramenta se propõe a atuar na entrega, ou seja, que resultados o usuário terá. Devem ser útil e gerar lucro! As dicas, no entanto, não param por aí, chegam até a ponta da cadeia produtiva: a comercialização, onde entra o trabalho de otimização e SEO. As estratégias adotadas nessa etapa são fundamentais para que o consumidor, realmente, encontre essa solução.

Cuidados importantes

Assim, cuidados com detalhes com ícones, screenshots, vídeos, títulos e descrições, precisam ser tomados, para gerar resultados e evitar problemas, inclusive, com as normas da lojas on-line. Desconsiderar esses aspectos, para os especialistas, pode colocar, absolutamente, tudo a perder

Rosamar Silva

Rosamar Silva

Jornalista 7159

Graduada em Comunicação Social -Habilitação Jornalismo- Universidade Católica de Pelotas (UCPel), com experiência multidisciplinar adquirida em empresas de serviços nas áreas de comunicação, saúde, energia e órgãos públicos, nos quais atuou como redatora, chefe de redação, editora, administradora e assessora de imprensa, incluindo cobertura fotográfica de eventos e elaboração de cerimoniais de acordo com as normas protocolares, elaboração de conteúdo para páginas na Internet e mídias sociais.